foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

8 de outubro de 2009

A LIBERDADE


Tombwa, vista de satélite

Foto de Eugénio Vicedo


A lua cheia chegava, por fim, iluminando
o suave marulhar no crespo nocturno
carapinha da noite-Tômbwa cidade.
E a noite, vestida de luar, trazia até mim
a baía a tremeluzir a cantar a dançar o mar
místico semba carregado de mistérios
e desejos proibidos de Santa Liberdade.
Nas batucadas choradas dos contratados
floriam açucenas no lóbulo verde do sol
e sob as peugadas incendiadas do vento
dormiam sonhos carmesim sorrindo
no ventre claro azul futuro de Novembro.


Namibiano Ferreira

8 comentários:

Moacy Cirne disse...

Meu caro,
Sinto que Tombwa
é a sua Caicó,
é o seu Seridó,
é a sua Pasárgada,
no ventre cl\aro azul
de novembro.
Ou dezembro.

Kandandu.

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Caro Moacy,

Tombwa é o umbigo do Mundo, nela nasci e foi lá que me foi dado uma alma para escrever nas páginas do vento, a Poesia. Se a poesia é literária ou nao, fica de julgamento para a História. Tombwa é parte inalienável de Mim e que se liga a toda a Angola pelos vinculos do Mar e as caricias do vento.
Kandandu

Meg disse...

Amigo Nami,

Leio o teu poema, fecho os olhos, as imagens são reais, o cheiro e a música também... estou em África.
Que mais posso querer?
Só agradecer-te pelos bons momentos que me proporcionas, meu amigo.

Agora que estou de férias, virei ler-te para trás, e quem sabe, escolher um poema...!

Um abraço

Carmo disse...

Namibiano, mais um bonito poema, cheio de sentimentos.

Kandandu


carmo

Jamour disse...

Viva Angola, meu conterraneo. Esse poema fez lembrar os mangais de Benguela :)

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Meg, só por todos os teus sentimentos e recordacoes vale a pena resistir e continuar a escrita.
Kandandu, amiga!

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Carmo, ao sentir esses sentimentos está, também, a fazer poesia.
Obrigado, Kandandu

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Janour, é isto que tem de fascinante a poesia... outra coisa tao diferente despertou lembrancas em seu coracao. Os mangais de Benguela...
Viva Angola, sempre em PAZ!
Kandandu