foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

9 de outubro de 2009

ESTE BLOG FAZ QUATRO ANOS





Hoje, o meu blog faz quarto anos. Nesta mesma data em 2005 publiquei o poema “Oráculo” http://poesiangolana.blogspot.com/2005/10/oraculo-alem-naquele-mar-de-calemas.html  passo a passo e muito timidamente fui construindo este espaço que foi, desde o seu início votado à poesia elaborada por mim.



Em Março de 2008 coloquei um contador, não garanto que tenho recebido 10.384 visitas para me lerem porque muitas das bandeirinhas que por lá militam vieram por acaso ou para ver as fotos.



Concerteza que outras bandeirinhas vieram para ler a poesia. Desses se destacam o Brasil (5.213), Portugal (3.424), Angola (319), Moçambique (29), Cabo Verde (5) e que se podem juntar o Reino Unido, França, Espanha, Estados Unidos, Alemanha devido à forte presença de comunidades de expressão lusófona.



Para bolo de aniversário trago-vos um poema já aqui publicado anteriormente mas que é um dos meus preferidos. Inspirado no poema de Álvaro de Campos “O binómio de Newton é tão belo como a Vénus de Milo” trata-se de uma pequena vingança porque não gosto de belezas matemáticas.



Para quem não conhece é assim o poema de Álvaro de Campos (heterónimo de Fernando Pessoa):



O Binómio de Newton é tão belo como a Vénus de Milo.
O que há é pouca gente para dar por isso.


óóóó---óóóóóó óóó---óóóóóóó óóóóóóóó


(O vento lá fora.)




Álvaro de Campos, 15-1-1928






ADULTERANDO ÁLVARO DE CAMPOS


Uma mulher Mukubal é tão bela como a Vénus de Milo
o que há é pouca gente para dar por isso.
Depois de onze girassóis florindo Novembro
ainda há pouca gente para dar por isso
e uma mulher Mukubal é mais bela que a Vénus de Milo.


ÓOOO - ÓOOOOOO - ÓOOOOOOOOOOOOOOO


(O vento no deserto.)

Namibiano Ferreira
In Resist(ir) Assim - Poesia a Doze
Editorial Minerva (1999)

OBRIGADO A TODOS OS QUE AQUI PASSAM LENDO E COMENTANDO OU SIMPLESMENTE OLHANDO...

16 comentários:

Val Du disse...

Caro Poeta

Parabéns pelo blog, parabéns para você que nos proporciona tantas emoções através de palavras e imagens.

Um grande abraço.

Decio Bettencourt Mateus disse...

Namibiano: agora sou eu quem reclamo ser o primeiro: parabéns, Poesia Angolano!! O primeiro poema que li neste blog falava de algo parecido a Manta dos deuses. Li e gostei. E elogiei. E tornei-me devorador da tua poesia (mesmo quando não comento, passo e leio. E normalmente gosto. Além da boa poesia carregas a bandeira do teu Namibe às costas. A bandeira da nossa Angola, suas gentes, terras e tradições. As visitas e comentários - em número cada vez maior -, falam por si.

Bem haja mano Namibiano. Bem haja Poesia Angolana.

Congratulations!

Moacy Cirne disse...

Parabéns!
Parabéns!
Parabéns!
Parabéns!
Pelos quatro anos de blogue.
Pelo poema publicado hoje.
Pela resistência cultural.
Pela Poesia Angolana.

Kandandu.

Meg disse...

Meu caro amigo Nami,

Parabéns, muitos parabéns por estes quatro anos de vida do blog.
Não venho aqui há tanto tempo, mas o suficiente para nele já me encontrar como em casa de um amigo de verdade, com um grande poeta, com as imagens, com as memórias e os cheiros da "minha" terra.

Espero ter-te por muito tempo ainda... aqui, neste espaço.

Para ti e para o blog, vão mais uma vez os teus parabéns.

Kandandu

Janaina Amado disse...

Namibiano, parabéns pelo blog, sobretudo por sua poesia. No http://acreditandonotruque.blogspot.com, inseri um link para seu blog e outro para a antologia lusófona.
Muito lindo seu poema, inspirado em Álvaro de Campos.

cirandeira disse...

Olá Namibiano, prazer imenso em conhecer teu blog. Prazer maior por estar chegando aqui em dia tão especial! PARABÉNS> Adorei a coincidência. Que venham muitos anos mais recheados de lindos bolos poéticos. Não conheço a África, mas é como se a conhecesse, porque está no nosso sangue.Acho um continente lindo e riquíssimo. Me identifico profundamente com seu povo, com a sua cultura, sua poesia, enfim...
Mais uma vez, parabéns pelo blog e por tua bela poesia

NAMIBIANO FERREIRA disse...

"parabéns para você que nos proporciona tantas emoções através de palavras e imagens."

Val Du
Obrigado!
Kandandu

NAMIBIANO FERREIRA disse...

"Além da boa poesia carregas a bandeira do teu Namibe às costas. A bandeira da nossa Angola, suas gentes, terras e tradições. As visitas e comentários - em número cada vez maior -, falam por si."

Mano Décio, a tua presenca aqui é muito importante, obrigado poeta!
Kandandu forte!!

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Moacy, meu caro o meu muito obrigado em meu nome e da poesia angolana.
"Pela resistência cultural.
Pela Poesia Angolana."

Kandandu

NAMIBIANO FERREIRA disse...

"com um grande poeta, com as imagens, com as memórias e os cheiros da "minha" terra."

Meg, minha amiga, obrigado pelas tuas palavras e essa do "grande poeta"... continuarei por aqui pela poesia e pelos leitores.
Kandandu

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Janaina, sua visitas sao motivo de alegria, obrigado por gostar da minha poesia.
"Namibiano, parabéns pelo blog, sobretudo por sua poesia."

Kandandu

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Cirandeira, espero continuar a merecer suas visitas. Volte sempre.
"Mais uma vez, parabéns pelo blog e por tua bela poesia"

Kandandu

Jamour disse...

Meu caro
Tarde mas trouxe a quissangua ainda pronta para beber.Que venham mais anos. Kandandu.

ELCAlmeida disse...

Antes que seja mais tarde, um abraços cheio de peosia.
Abraços fraternos
Eugénio Almeida

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Jamour, meu caro, obrigado. A kissangua estava fresca e boa!!
kandandu

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Meu caro Eugénio, obrigado e viva a Poesia e em especial a angolana!