foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

3 de junho de 2013

LIVRO DE JOSÉ MILHAZES

Ainda nao li este livro, tenho que o comprar. Deixo aqui somente a indicacao, nao a minha opiniao...


«Golpe Nito Alves» e outros momentos da história de Angola vistos do Kremlin



Através de arquivos soviéticos só agora tornados públicos, o jornalista José Milhazes desvenda, através de documentos inéditos, os momentos mais importantes da história de Angola no pós-25 de Abril de 1974, como a ex-URSS os acompanhou e neles interveio. Através destes documentos, que agora são pela primeira vez revelados, é possível conhecer mais detalhes do chamado «golpe» Nito Alves, ocorrido em Angola a 27 de Maio de 1977 (de que também fizeram parte Sita Valles e José Van-Dunem que viriam a ser fuzilados), um dos momentos mais marcantes da história recente daquele País e que esteve sempre envolto em grande mistério, bem como de episódios que se lhe seguiram e cujos pormenores nunca foram bem esclarecidos.
José Milhazes (n. 1958), jornalista e historiador português, reside na Rússia (então União Soviética) desde 1977, onde se forma em História e onde é um dos poucos jornalistas ocidentais a assistir à queda da URSS. É correspondente em Moscovo e responsável pelo blogue Da Rússia, é também autor de Samora Machel – Atentado ou Acidente? e Portugal – Aqui existe espírito russo, ambos publicados pela Alêtheia Editores.
Texto retirado de Aletheia Editores

4 comentários:

António Eduardo Lico disse...

Caro João, este deve ser um livro interessantíssimo sobre um evento fulcral na História de Angola e ainda mal esclarecido e obsduro.
Abraço e boa semana.

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Caro António,

assim me parece, o livro saiu em Maio deste ano e, como se funda nos arquivos da ex-URSS, creio que vai trazer mais luz (pelo menos assim espero) sobre este trágico acontecimento que, para ser sincero, ninguém tem absolutas certezas...

Namibiano

António Eduardo Lico disse...

Também me parece Caro João. Será interessante ver a luz que porventura se possa fazer sobre os factos.
Abraço.

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Encomendei hoje, o livro.

Kandandu