foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

6 de maio de 2009

CANÇÃO DE OMBERA

Tela retirada do blog http://casadeluanda.blogspot.com/




É no renascer do imbondeiro
que espero a chuva radiosa
aconchegando meu passos
sobre a nudez dos dias ouroverde
que hão-de pintar as telas de sonhos
e risos amenos de crianças felizes.
É no despertar da prata tamborilando
que hão-de soar múcuas ao sabor do suor
da chuva nova a cantar as canções de Ombera.

E, o arco-íris prometido, anda tatuado
nos dentes pútridos e gelados do cometa da desgraça...



Namibiano Ferreira



Imbondeiro – baobá.
Múcua – fruto do imbondeiro.
Ombera – chuva.

5 comentários:

F. disse...

Olá Namibiano, eu sou o F., da Casa de Luanda. Pelo que posso ver, você já publicou a foto. Obrigado pelo crédito.

Já que você está usando a foto, peço sua autorização para publicar o seu poema, devidamente creditado a você, claro, na Casa de Luanda. O que acha da idéia?

Um abraço,

F.

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Acordo selado, meu kamba.
Kandandu

ParadoXos disse...

leios imagens africanas em cada frase do belo poema, teu!

sentido e com sangue de vida no verso!


forte abraço

Fatima disse...

OI querido!
Sua palavras me emocionam muito e eu nem sei explicar por quê.
Gosto muito de vir aqui e ficar conhecendo mais seu trabalho e visitar os blog excelentes que vc indica.
Estou precisando de um favorzinho: um poema sobre a África, pode ser seu ou de outro autor. A finalidade é utilizá-lo no dia dedicado ao continente no meu blog.
Vê se aparece lá em casa!
Xuaxuaxo
(plágio purinho do Kimdamagna)
Bjs para vc querido.

Rosita de Palma disse...

É sempre muito agradável passar por aqui...

Kandandu