foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

21 de novembro de 2013

CAIM


E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor.
Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.

Génesis 4:3, 5


Arei o chão estéril e vazio.
Dos frutos colhidos de meu suor
fiz meu sincero sacrifício,
colocando devoto,
sobre as aras de Deus,
meus trigos, centeios e cevadas
(pão de minha boca e minha casa).
Deus, porém, me ignorou
injustamente
olvidando meu tão casto sacrifício
e despertou em mim
o crime roxo de sangue.


(O que Caim desconhecia, meus amigos,
é que Deus, afinal, não é vegetariano.)


Namibiano Ferreira 

Sem comentários: