foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

13 de agosto de 2013

AINDA A GUERRA NAS MINHAS MÃOS

Há uns anos escrevi o texto abaixo, inspirado sobre a foto que ilustra esta postagem. Na altura nao sabia quem era o autor da mesma e também nao havia a certeza absoluta mas adivinhava-se tratar-se da guerra na Serra Leoa. Volto a repor a postagem... também Angola tem os seus mutilados, as suas cicatrizes de guerra.

AINDA A GUERRA NAS MINHAS MÃOS


Construimos a paz subindo degrau a degrau a construção. E o homem vive ainda a guerra na encruzilhada perene dos dias que lhe faltam para que lhe cantem komba.


Acabou a guerra e, no entanto, ainda a guerra nestas minhas mãos que não vejo, nestas minhas mãos perdidas em vão numa guerra que nada vos custou, a vós. Para mim, o preço, foram as minhas mãos irremediavelmente perdidas e, o prémio ganho, a dependência às mãos e à vontade alheia.

Komba - cerimonias funebres.
NAMIBIANO FERREIRA


Yannis Kontos, Polaris Images.
O filho ajuda o pai a vestir-se, Serra Leoa



O pequeno Abu (7 anos) abotoa o colarinho do pai, no abrigo que partilham num campo para amputados, perto de Freetown, na Serra Leoa. Ambos os braços de Abu Bakarr Kargbo foram cortados por rebeldes da Frente Unida Revolucionária, durante a longa guerra civil da Serra Leoa. Após a celebração de um acordo de paz em 2004, combatentes de ambos os lados beneficiaram de programas de reinserção social, mas pouco se fez pelos amputados.

Foto e texto retirados do blog: http://artephotographica.blogspot.co.uk/

Sem comentários: