foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

29 de julho de 2009

MOXICO



Na aurora dos dedos trazias o sudário de Deus
ouro emprestado ao Sol a espreguiçar-se matinal
nas franjas digitaliformes do céu aceso a sorrir
o poema do ritual quotidiano da terra Leste cardeal
a vibrar fulgente na percussão da ngoma batida.



Muximangoma muximangoma
taquicardia de vida a falar: Ixi-Yá-Ixi-Yá
Ixi-Yá-Mavuuuuuu...
Moxicongoma Moxicongoma
a viajar abraço Luena;
a beijar lábios Cameia;
a dedilhar kissanje Luau;
a crescer carinho Cazombo;
a cantar sorriso Lumeje
Moxico do Leste Moxico da vida
a bater na pele telúrica da ngoma
só a falar: Moxico Moxico
Moxicongoma Moxicongoma
ngoma de vida a falar: Ixi-Yá-Ixi-Yá
Ixi-Yá-Moxico Moxico-Mavuuuuu...
Terra do Leste – de onde vem o Sol –
terra do ventre terra dos Deuses
umbigo de rio Ixi-Yá-Ixi-Yá... Ixi-Yá-Riooooo
Zambeze divino prece a correr nos lábios
verdes e na pressa de um hino canta
clama África num grito de zagaia a zunir
e amor intenso a sorrir ao Sol do Leste
taquicardia de vida a falar: muximangoma
Moxicongoma Áfricangoma Áfricangoma...


Namibiano Ferreira


Ngoma – Tambor.
Muximangoma – muxima+ngoma – coração+tambor.
Ixi-Yá-Mavu – Terra Vermelha.
Moxicongoma – Moxico+ngoma – Moxico (provinciadolestedeAngola).
Luena, Cazombo, Luau, Cameia, Lumeje – localidades da provincia do Moxico.

11 comentários:

Carmo disse...

Visitei hoje o seu blogue pela primeira vez, e foi uma agradável descoberta.
Não resisti em colocar algumas fotos no meu blogue, espero que não se importe é uma forma de eu e de outras pessoas ficarem com estas maravilhosa imagens de Angola.

Obrigada por me dar a conhecer um pouco da cultura e vivência do povo angolano

Um abraço

Maria do Carmo

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Carmo, obrigado pela sua passagem e comentário. Visitei seu blogue e agradeco a homenagem.
Kandandu

GRAÇA GRAÚNA disse...

Poetamigo Namibiano: seu blog faz parte das coisas que eu gosto, tanto assim que que estmpei naminha página um presentinho pra você: o Selo Blog de Ouro. Paz em Ñanderu, Graça Graúna

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Graca Graúna, muito obrigado pelo prémio, logo que seja possivel repassarei.

Kandandu

Elizabete Mattos disse...

Realmente foi uma grata surpresa passar pelo teu blog. Gostei demais do conteúdo todo. Li quase tudo e fiquei extasiada pela beleza com que vc expõe seus sentimentos. Lindo

Alexandre Correia disse...

Caro Namibiano,

Acabei de rever umas imagens de Tombwa e não pude deixar de lembrar-me de si e da sua poesia. Li a última que editou no blogue e, mesmo sem ter traduzido para português algumas palavras, continua a ser um belo poema. A tradução apenas me permitiria ter uma total compreensão das suas palavras, mas hei-de descobrir, como já descobri tantas outras.

Um kandandu para si,

Alexandre Correia

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Amigo Alexandre, seja sempre bem vindo a este blogue. Obrigado pela sua lembranca... aqui vao as traducoes: Ngoma - tambor; Ixi-Yá-Mavu - terra vermelha que muitas vezes se aplica a Angola; Kissanje - instrumento musical; Luena, Luau, Cameia, Cazombo, Lumeje - localidades na provincia do Moxico.

Kandandu,meu kamba!!!

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Cara Elizabete Mattos,
Muito obrigado pela sua visita e o simpático comentário. Obrigado por ter gostado!!
Kandandu

Alexandre Correia disse...

Caro Namibiano,

Eu é que agradeço as traduções. Confesso que algumas das terras já conhecia de nome, como o Luau, mesmo na fronteira com a Zâmbia, onde se espera que em breve regresse o Caminho de Ferro. Oxalá! De resto, sempre aprendi mais algumas palavras, mas tenho de dizer-lhe uma coisa, que descobri ao estudar para escrever o último texto que publiquei no meu blog: em finais do século XIX já tinha sido publicado em Luanda um dicionário Kimbundo/Português e o Princípe Real Dom Luís Filipe, por ocasião da sua visita a Luanda em Julho de 1907 inaugurou um escola para ensino do Kimbundo, que então era conhecida como a mais difundida das inúmeras línguas originais de Angola. E penso que ainda continua a ser, não?

Kandandu,

Alexandre Correia

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

como não houve tradução de prepósito :) eu fiquei pelo ritmo , e gostei muito ...No entanto , faltam-me muitos referentes ... Sou quase ignorante ou ignorante mesmo , em cultura angolana ! Valeu ! Abraço
___________ JRMARTo

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Caro Sr. José Marto,
Resolvi traduzir as palavras... o motivo foi para que quem nao as conhece pudesse apreciar somente a musicalidade do poema (creio que tem alguma musicalidade. Creio que o meu caro amigo já viu a traducao na resposta ao Alex.
Obrigado pela sua nova visita, kandandu (abracos)