foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

26 de junho de 2008

OLOMBERA


Quedas da Kalandula - Malanje - Angola




Ombera, a chuva que nos há-de lavar
a alma roída de balas e sofrimento
é a mesma que nos há-de sarar
o corpo amputado e gretado de feridas
fundas e sentidas de sangue vertido
escorrendo em vão, como acácias rubras
assassinadas, pelo chão macerado de nossa Casa.


Essa é Ombera, a chuva bela
que a Paz, enfim, há-de fazer Olombera!




Namibiano Ferreira

3 comentários:

Adriana Costa disse...

Com a chuva que tudo renova há o arco-íris que embeleza a vida.
Bonito demais!
@>--

Maria Muadiê disse...

Muito belo.
Beijo,
Martha

José Jorge Frade disse...

Em muhuíla, "ombila"...