foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

21 de novembro de 2007

FLORESCÊNCIA

Rosa-de-porcelana (etlingera elatior)


Uma rosa
floresceu no jardim
do meu quintal...


Não é ainda a rosa-de-porcelana
prometida.
Olho para ela: cor indefinida,
pálida e serena.
Lembra-me o desabrochar de um Milénio...
E todos os dias são milénios
porque o Tempo é terno.


Namibiano Ferreira

3 comentários:

Anónimo disse...

Bom dia,

Que bela surpresa.

Aprendi a gostar da rosa de porcelana aos 6 anos por causa de um pé, que a mãe tinha plantado no jardim de casa; no momento, apenas o aroma agradável das folhas chamava-me a atenção, muito tempo depois, nascia a primeira tão esperada rosa....aos 18 anos, li "Lueji, o Nascimento de um Império" de Pepetela, e estas flores apareciam como o ceptro real, ganhei por elas ainda mais admiração.Costumo dizer que elas são a combinação de Força(poder)+Delicadeza, ao apreciar a firmeza de suas pétalas ao mesmo tempo dóceis!

Rosa Muhongo

ANNA MATHAYA disse...

Gosto das rosas, de porcelana e outras... elas me lembram a própria vida, um dia estão super vivas, radiantes, cheirosas, no outro são consumidas pelo sol, chuva,neve ou mesm pelo "ciclo natural" da flor,e morrem, mas não morrem só, deixam sementes, que se transformam em outras plantas, novas flores... importa que tbm sejamos flores, e no final oo ciclo natural, tenhamos lançado novas sementes, em palavras, actos, vidas... Bjs Namibiano, gosto de sua poesia!!

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Obrigado Rosa e Anna pelos comentarios. Tambem gosto das rosas em geral e em particular da rosa-de-porcelana que nao sendo originaria de Angola soube adaptar-se de um modo muito especial a nossa terra por isso e' que a vejo como simbolo angolano. Rosa, gostei dessa ideia de "Força(poder)+Delicadeza"...
Anna, fico muito contente por voce gostar da minha poesia e de facto as rosas sao "a propria vida" sao belas e tem seus espinhos... como a propria vida!
Kandandu
Namibiano