foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

14 de julho de 2008

AQUÉM



Fenda da Tundavala - Huíla, Angola


Podia entregar minha voz ao silêncio,



aconchegá-la no ralhar das calemas
calar…
escondê-la na renda fria dos cacimbos
cristalizar…
podia entregá-la à voracidade do tempo
petrificar…


podia prostituir meu corpo,
o templo castrado da Poesia
profanar…
podia… podia esquecer-me de ti… Poesia!
e desta mediocridade poética
que me transborda das visceras
macilentas da alma…
sempre aquém das cantigas e kissanjes;
sempre aquém de tua voz quente de Povo;
sempre e sempre aquém do teu bafo
terra sangue sagrado que abraço!



Namibiano Ferreira
King's Lynn, 14/07/2008

2 comentários:

Adriana Costa disse...

Belos versos aquém e além do coração!
Beijos @>--

Paradoxos disse...

abraços caro amigo!!