foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

18 de agosto de 2007

MOMENTO



Depois da chuva brava relampejante,

brilha o sol espelhando lagoas

de barros vermelhos diluídos

nas águas das chuvas empoçadas

sobre ruas sem asfalto

onde chapinham brincando descalços

meninos negros, brancos e mulatos.





Ao fundo, na estrada longa para o centro da cidade

caminham quindas brancas de crueira em fila

sobre negras carapinhas de mulheres

levando seus filhinhos na cacunda adormecidos.



Namibiano Ferreira