foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

27 de outubro de 2007

SECA



(À seca de 1990 no Sul de Angola)




Seca maldita e seca

cazumbi assassino de uma velha chuva estéril

que não trouxe bafos gordos às massambalas amarelas;

que não trouxe ao touro-macho a força fecundante;

que não trouxe à savana longa o capim verde;

que não trouxe zebras e gazelas ao leão;

que não trouxe... que não trouxe...

chuva prenha de pérolas reluzentes, diamantes de vida,

sémen vivo, suor dos deuses, bafos gordos de esperança.




Seca maldita e seca

feitiço de mologe que disse:

- Quem não morre de bala; morre de fome!




Namibiano Ferreira


Cazumbi - Espirito
Massambala - Variedade de cereal.
Mologe - Feiticeiro

2 comentários:

Maria Muadié disse...

lindas poesias, Namibiano.

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Maria Muadié said...
"lindas poesias, Namibiano."
Obrigado minha amiga por ter gostado da minha Seca e mais uma vez agradeco suas visitas...
Namibiano