foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

16 de abril de 2007

AFLUENTE/AFLUENCIA


Quedas de Kalandula - Angola


Menino ainda
sonhei
e era rio
perdido no labirinto de malaquites
ansioso por chegar à foz
mas como quem regressa ao berço.


Estranho Fado!
No sonho quente
eu era Lucala
serpenteando
lançando-me das altas
escarpas ruidosas
-Kalandula algodão-
no ímpeto desejoso de me encontrar
nos braços do teu corpo de Kwanza.


Lucala e Cuanza - rios de Angola.


Namibiano Ferreira

4 comentários:

xistosa disse...

Não leve a mal, mas ao postar fotos, ponha-lhes a indicação de donde são.
Os leitores, são sensíveis e este pequeno pormenor.
Por exemplo eu, tenho quase a certeza de serem as Quedas de Água Duque de Bragança.
Mas serão ?
A imagem visual, já tem quase 40 anos e começa a "embaciar-se"

paterhu disse...

Caro Namibiano

Passei por aqui e gostei do q li.
Sensibilidade, dominio da escrita e sobretudo....muita saudade.
Fiz um link ao meu site.
Um abraco
Mario Tendinha

Sílvia Câmara disse...

Lindo, Namibiano.
Há palavras que não entendo, mas tento adivinhá-las.
Parabéns!
P.S. Fazia tempo que não visitava seu sítio ( desculpe-me, havia perdido o endereço). Achei-o e está mais bonito ainda. Mais uma vez, parabéns

Maria Muadié disse...

Muito lindo.

(Reencontrou os sinais?)