foto: Jorge Coelho Ferreira

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA

POEMAS DE NAMIBIANO FERREIRA
Click na imagem!

5 de outubro de 2011

LUANDA NA REVISTA DA IBERIA


[Grande Reportagem na revista Ronda Ibéria]
FALAR DE LUANDA A MAIS
DE DOIS MILHÕES DE LEITORES

A partir do final de Outubro, Luanda passará a ser servida por mais uma companhia aérea europeia: a espanhola Ibéria começa a operar voos entre Madrid e a capital angolana a 28 de Outubro, com duas ligações semanais, à sexta e à segunda feiras.

Como é tradição desta companhia, a quinta maior da Europa em número de passageiros, a abertura de cada nova rota é antecedida por uma ampla reportagem na sua revista de bordo.

E neste caso, as sucessivas reportagens sobre Angola que a revista Todo Terreno publicou ao longo dos últimos anos, relatando quatro das cinco edições do Raid T.T. Kwanza Sul — visitando todas as províncias, salvo duas —, não passaram despercebidas aos editores da revista Ronda Ibéria. No momento de decidir quem faria a reportagem sobre Luanda, antes do voo inaugural desta rota, a Ibéria reconheceu que o nome mais indicado era... Alexandre Correia. Esta escolha privilegiou os textos e o rico arquivo fotográfico sobre Angola que também têm sido partilhados neste blog, que conta com um apreciável número de leitores atentos, participativos — a avaliar pela quantidade de comentários... — e muito fiéis. Esta reportagem, escrita originalmente em espanhol e traduzida para inglês, já foi publicada na edição de Setembro da Ronda Ibéria. Ao todo são 11 páginas, incluindo um guia prático, com diversas recomendações úteis para quem viaja até Luanda. Com uma audiência assegurada de pelo menos mais de dois milhões de passageiros, considerando o número médio mensal de passageiros que a companhia espanhola tem vindo a registar este ano, esta reportagem ultrapassa por mais de cem vezes o número de leitores contabilizados em "asviagensdealex". Porém, enquanto que os primeiros serão sempre, provavelmente, dois milhões de ilustres desconhecidos, os leitores deste blog tornaram-se como que membros de uma família. E as coisas boas que nos acontecem na vida nunca escondemos à família. Portanto, espero que apreciem tanto como eu!















Texto e fotos da autoria de Alexandre Correia, publicados no seu blog http://asviagensdealex.blogspot.com/ e nesta Ondjira com a devida permissao do autor.
Obrigado Alexandre!

4 de outubro de 2011

KALANDULA


Fruto de Menha
– a Água –
beijo do ventre
doce de Ombera  
– a Chuva  –
verbo e trovão,
sonho de Nzambi
na cor macia
do algodão
Lucala a morrer
no fumo
Lucala a renascer
espuma
no prumo de água
a despejar
a crescer
sonho de Nzambi
rendas e plumas
feitiço de Kianda
preso no céu
choro d'Ombera
caindo líquida
no desprender
no ralhar
clamor do coração
caindo asa ndele
macio molhado
algodão
feito mesmo
só fumo da mutopa
de Ngana Zambi
água a batucar
rugido Lucala
rio nos lábios sagrados
a beijar
a prender
umbigo de Deus
Menha – a Água –
corpo sagrado d'Ombera
ligando céu e terra
no sangue algodão
Kalandula sagrada
a despejar
a trovejar
o mistério sagrado
dos heróis ancestrais
a velar
a guardar
a terra vermelha
no despejar
despreguiçoso
Kalandula-Menha
– a Água sagrada –
alma de Nzambi
a crescer força
no corpo verde
sangue incolor
alma de Kwanza,
rosto de Nação
veia a crescer
Mátria
Frátria
nos caminhos
Menha – a Água –
algodão macio
bandeira da paz
fumo da mutopa
de SukuNzambi
kandandu forte
a desconseguir
a guerra
a conseguir
a terra
só no crescer
Kalandula-mar
Cabinda-Kunene.


–Ewá! Ewá!
Kikale ngó!


Namibiano Ferreira

Quedas de Kalandula - Malanje - Angola